Spanking III by LadyRed. #fetichebrcom

Uma vez conversado sob os instrumentos e hora de analisar as técnicas da prática do spanking:


Posilçao da Dominatrix: La posição da Dominatrix vai depender dos resultados que sejam desejados. Se a sessão se faz com um iniciante e as batidas serão sempre leves qualquer posição pode servir para este modelo. Se vai ser uma sessão mais hard, a Dominatrix deve situa-se um poco a esquerda do submisso com sua perna esquerda um pouco avançada para ele com os joelhos levemente dobrados para poder atingir a área definida com precisão.


E importante deixar uma boa área livre correspondente no minimo a longitude do braço mais o instrumento de castigo com alguma folga, para que este não possa tocar em nada antes da batida no submisso, o que poderia levar a mudar a trajetória e perder a força prevista para o impacto. Ficar atento a que no existam impedimentos na trajetória, moveis, lamparas, cortinas e outros elementos da cena, vai permitir a Dominatrix uma grande versatilidade de movimentos e isso se traduz em um bom controle da sessão e numa variedade de posições que lhe dão a possibilidade de infringir uma grande leque de golpes.


Os instrumentos de castigo devem ser segurados sempre pelo cabo com a firmeza necessária para que não possam vir se soltar da mão, como exemplo poderíamos indicar a forma de segurar uma raquete de tênis, na qual o braço e a mano debem estar firmes porem com certa relaxação que permita movimentos fluidos.


Aquecimento: Como acontece nos esportes e outras atividades físicas, o pre-aquecimento da Dominatrix e do submisso e fundamental. A Dominatrix deve realizar movimentos do braço com o instrumento que vai usar, parecidos ao dos golfistas praticando no ar seu swing antes da tacada para minimizar a possibilidade de lesões. Em sessões hard o muito longas não só o submisso acabará esgotado, a Dominatrix terá um desgaste físico importante devido ao esforço realizado pelo qual o aquecimento e sempre recomendável.

Para aquecimento do submisso e recomendável o uso de um flogger leve iniciando com caricias suaves das colas nas áreas que serão atingidas o que vai ajudar ao submisso na produção de endorfinas, aumentar seu limite de resistência a dor o que pode diminuir também o avermelhamento da pele. Uma vez acabada a fase de aquecimento aonde a pele já demostra sinais vermelhas das marcas das batidas, a sessão pode começar sempre com pancadas mais leves no inicio que irão crescendo até conseguir os limites definidos previamente.


Distância: Cada Dominatrix tem seu método pessoal para definir a distancia na qual se sente confortável para a sessão. Quando se trabalha com chicotes o flagelos de varias tiras a distancia ideal e a que permite a batida sem que as tiras possam se enrolar no submisso já que se isso acontece pode ser que áreas atingidas não correspondam as previstas e isso pode causar uma dor intensa em muitos locais do corpo do submisso. A Dominatrix deve colocar no inicio o instrumento na área definida, costas, glúteos, etc e com o braço estendido a Dominatrix deve fazer os lentamente os movimentos de todo o recorrido da batida, e uma vez que se tem a certeza de que nada nem ninguém se encontra na zona, pode-se dar inicio ao castigo.


Ritmo: Para uma grande parte dos submissos a cadência das batidas tem um efeito hipnótico. Golpes caindo em los locais indicados e com regularidade vão fazer que o submisso possa se concentrar e sentir adequadamente as diversas sensações do castigo. Minha recomendação é que a cadência seja o suficientemente longa para que o submisso possa sentir os efeitos do golpe recebido e se preparar par o seguinte. Se na sessão vão ser usados diferentes instrumentos de castigo, e bom mudar também a cadência dos golpes, isso permite ao submisso se concentrar melhor pois vai ter diferentes sensações a um ritmo também diferente.


Área das pancadas: Definir com claridade junto a submisso o loca o locais que podem ser objeto de batidas no spanking e muito importante para que a sessão não se converta numa luta MMA donde tudo e válido. O submisso está amarrado, indefenso e muito vulnerável, mais isso não significa e uma licencia a Dominatrix para fazer o que bem entender.


Uma boa Dominatrix tem que cuidar para não bater 2 vezes seguidas no mesmo local, pode cortar a pele, e de não modificar a línea de chegada dos açoites ao submisso tendo sempre o cuidado para que sejam paralelos. Para sessões com iniciantes o melhor e sempre atuar sob as costas e os glúteos já são áreas menos delicadas que as existentes na parte frontal do submisso e sempre resulta mais fácil bater horizontalmente nessa área.


Para o inicio recomendo que o submisso esteja amarrado e fixado a algum elemento que lhe impossibilite a sua movimentação o a de seus membros, já é suficientemente difícil calibrar a força e a zona do impacto em um submisso amarrado como para tentar fazer isso em movimento. Como em qualquer outras atividades do BDSM a segurança está em primeiro lugar e o submisso sempre pode paralisar a sessão, se não esta sendo de seu agrado, pronunciando a palavra de segurança previamente acertada.

LadyRed 2020

® fetichebr.com Todos os direitos reservados.

34 visualizações

Você pode falar comigo agora

Tel. Wpp.  + 55 61 98241 6389
ENVIE UM EMAIL OU LIGUE SE TIVER DÚVIDAS
 
OBSERVAÇÃO
Para preservar a confidencialidade de seus clientes Lady Red jamais iniciará uma conversação nem entrará em contato oferecendo serviços ou promoções, limitando-se a responder as mensagens enviadas por eles quando foram realizadas.
  • Twitter - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
contato@ladyred.com.br
BRASÍLIA DF  -  BRASIL

2020 FETICHEBR.COM  TODOS OS DIREITOS RESERVADOS