O Trampling by Ladyred

A palavra trampling vem do verbo inglês "trample" e se poderia definir como a ação de caminhar sob algo o alguém repetidamente com a finalidade de gerar um efeito de pressão. No ambiente BDSM o sujeito passivo entende o trampling como um desejo sexual ao ser pisado, normalmente com sapatos ou botas de salto alto que lhe produzem uma alta sensação de prazer.


Esta prática é considerada um fetiche muito habitual junto com a podolatria mais como pode chegar a produzir uma dor baixa ou media geralmente é catalogada dentro do género masoquista. O trampling pode ser realizado por uma só dominatrix sobre o submisso ou por varias dominatrix simultaneamente, sendo chamado neste caso multitrampling.


Habitualmente se relaciona o trampling com o shiatsu que é a técnica de acupressão de massagem originais do oriente fundamentalmente a China e o Japão, mais seus origens são mais antigos tendo sido encontradas evidencias em pinturas e estatuas na antiga Babilônia aonde existiam divindades as que se adorava pelo suposto efeito curativo de seus pés.


A prática do trampling, como a de muitas outras técnicas de BDSM, requer um conhecimento do corpo e das suas zonas sensíveis, fundamentalmente se a atividade vai ser realizada com sapatos o botas de salto alto de agulha, já que seu desconhecimento pode resultar em danos sérios para o submisso ao pisar sob zonas com órgãos vitais sem a devida precaução. Esta é uma prática de dominação realizada habitualmente por Dominatrix aos homens fundamentalmente por vários motivos o peso de uma mulher e menor, o número de podolatras masculinos e muito maior e o corpo feminino tem zonas mais delicadas como os peitos o que reduz as áreas de trabalho.

Para os submissos iniciantes e recomendável iniciar esta pratica, com os pés descalços ou com meia calça também, da Dominatrix já que com isso é mais fácil manter o equilíbrio sob o corpo e o peso da Dominatrix e repartido numa área maior nas plantas dos pés o que impede uma dor aguda como a que produz um salto de agulha numa pisada sob a pele.


No inicio com submissos novos em esta prática o ideal e colocar ele no chão, com um elemento brando embaixo como um cobertor o colchonete macia, paralelo a uma parede separado dela uns 10/15 centímetros para que a parede possa servir de apoio a Dominatrix para esta poder manter o equilibro, pois os iniciantes tendem a se movimentar por reflexo involuntário e até não ter dominada a prática a parede ou outro elemento de apoio, teto, mobília, etc são importantes para ter uma boa da sessão.


Para os iniciados que já conseguem controlar a respiração bem e contrair os músculos das áreas utilizadas, tomando as devidas precauções lhes resulta muito agradável e prazeroso serem castigados pela sua Dominatrix com uma sessão de trampling com botas de salto alto que lhes deixaram umas boas marcas na sua pelem sempre merecidas nos escravos podolatras. Como é difícil manter o equilíbrio com salto alto em locais como as costelas, a cabeça, os genitais e outras áreas, é recomendável ter algum ponto de apoio perto para realizar a técnica com segurança o que pode permitir incluso saltar acima do submisso. esta atividade também pode ser realizada numa cama e se o teto o permite, pode servir de apoio superior para caminhar sobre o submisso.


Reglas básicas Trampling:


Equilibrio: Fundamental ter um ponto de apoio estável para realizar esta técnica até ter a a experiência suficiente para poder realizar sem ele.


Peso: Realizar um reparto de pesos é fundamental, pode ser ferido um órgão interno se realizar esta prática abruptamente sem precaução, ainda mais com saltos com os quais a distribuição de peso inicial deve ser para a ponta não para o salto.


Áreas: Conhecer as áreas a serem utilizadas e importante, dar preferencia a zonas duras como ossos, coluna, pernas, zona ventral e com cuidado nas costelas. Máxima precaução com fígado, baço e genitais são zonas sensíveis que devem ser objeto de atenção.


Movimentos: Esta técnica exige movimentos lentos e precisos já que é fácil perder o equilíbrio e se desestabilizar o que pode machucar ao submisso. Nunca realizar um movimento sem ter um apoio fixo e sempre com um pé firme numa posição segura.


LadyRed 2020

® fetichebr.com Todos os direitos reservados.

36 visualizações

Você pode falar comigo agora

Tel. Wpp.  + 55 61 98241 6389
ENVIE UM EMAIL OU LIGUE SE TIVER DÚVIDAS
 
OBSERVAÇÃO
Para preservar a confidencialidade de seus clientes Lady Red jamais iniciará uma conversação nem entrará em contato oferecendo serviços ou promoções, limitando-se a responder as mensagens enviadas por eles quando foram realizadas.
  • Twitter - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
contato@ladyred.com.br
BRASÍLIA DF  -  BRASIL

2020 FETICHEBR.COM  TODOS OS DIREITOS RESERVADOS